domingo, 7 de setembro de 2008

Grrrrrrrrr! Merda de Chefe!



Uma colega uma vez num desabafo me confidenciou:
-Como a gente pode viver em paz, num mundo desses! Tem certas pessoas que simplesmente não existem!
Perguntei: Como assim?!
E ela: É meu gestor!... Sabe ele é simplesmente insuportável, acha que sabe tudo! Não respeita a idéia dos outros, adora mandar! Quer que todo mundo chegue cedo no trabalho. Mais ele nunca chega! ... Pede que eu faça um documento: me descabelo, me esforço para fazer o melhor e quando entrego a ele... nunca está bom! Tenho sempre que refazer! Poxa, se é pra ele mesmo fazer, porque não o faz de uma vez?! Às vezes ele só inverte as minhas frases ou coloca palavras sinônimas no lugar das minhas. Um saco!

Então pensei com meus botões: Ela pensa que é a única! ... Isso é mais comum do que se imagina e como é... Então enquanto ela xingava seu gestor colocando para fora todas as cobras e lagartos, que com certeza iam fazer muito bem para o seu ego de funcionária desmotivada, aproveitei para refletir um pouco sobre essa questão.

Vejamos: A função do gestor é garantir a funcionalidade do setor e atender as expectativas dos funcionários e clientes garantindo e maximizando os resultados da empresa. Se o gestor em vez disso, aporrinha a vida de seus funcionários desmotivando-os, sua gestão terá efeito contrário, ou seja: baixa produtividade e consequentemente a insatisfação dos clientes. A esse tipo de gestor vamos chamar de "chefe". A quem interessa o "chefe"?!

Podemos identificar o "chefe" por algumas atitudes:
- Liga para o seu celular para falar de trabalho;
- Numa reunião só ele quer falar;
-O que ele não concorda está errado;
-Quando é com ele é um problema, quando é com os outros não tem importância alguma;
- Diz que não gosta de fofoca mais fica "pescando";
-Usa outras pessoas para fazer as suas críticas, para se passar por bonzinho;
- Finge que acata as idéias do grupo, mas só coloca em prática as suas idéias;
- O sucesso é sempre dele, já o fracasso, é do grupo;
- É vaidoso. Se coloca acima das outras pessoas.

É... tem realmente pessoas que por pegarem um cargozinho num órgão do governo, numa empresa, ou até mesmo numa instituição religiosa, se acham com um rei na barriga. Imediatamente desconhecem os amigos, impinam o nariz, "sobem no salto" ( homens também! ), passam a humilhar outras pessoas principalmente os que estão mais abaixo do seu cargo... é claro! Os que estão acima dele ou dela, puxam o saco na maior cara de pau! Analisando mais a fundo esse comportamento pode-se afirmar que gestores assim são inseguros e sem conhecimento... pra não dizer ignorantes. E por ironia muitos até são pós-graduados ou então "doutourados".

Para explicar pra você leitor porque digo isso, vou recorrer a Psicologia que diz que a motivação é interna. Ou seja para você fazer algo produtivo e positivo é necessário que você esteja estimulado, ou melhor com vontade de fazer. Imaginemos então aquela minha colega que com muita raiva de seu chefe precise fazer um relatório onde deixe muito claro o trabalho da euquipe. É leitor, não errei não! Você leu isso mesmo! ( E se eu errar, me poupe! Você não é o meu chefe!). Gestores têem equipes e "chefes" têem eu-quipes em vez de equipes. Com esse tipo de "chefe" você muitas vezes é proibido de pensar ou ... é pecado pensar! Eles te vêem como um ser sem cérebro!... Mas retornemos a moça do relatório. Como você acha que ela vai fazer o relatório?! Falando maravilhas do trabalho realizado, onde ela só obedeceu ordens e mais nada: Faça isso! faça aquilo! Você já marcou aquela reunião?! Apague! Faça de novo!

Não precisa ser nem um gênio, nem um cientista da Psicologia pra imaginar que o tal relatório vai ficar mesmo uma bela de uma porcaria, não porque a moça não saiba fazê-lo mais porque o que ela gostaria de escrever de verdade nesse relatório são todos os podres de seu chefe ou todos os chifres que ele já levou na vida! (qualquer semelhança com a realidade não é mera coincidência) É ... leitor! E olhe isso não é exagero não! As pessoas são assim mesmo! A grande maioria age pela emoção, em detrimento da razão. E por mais que essa moça se esforce não vai conseguir porque o seu cérebro já bloqueou tudo de bom que poderia escrever. E ela pensa: Ah! tá bom! Porque vou me esforçar, ele vai riscar tudo mesmo?!

Podemos dizer então ao "chefe" que em vez de levar seus empregados a esse exemplo claro de desalento, seria muito mais inteligente de sua parte, motivar as pessoas para que elas produzam mais e melhor. Só que para isso é necessário que o "chefe" tenha segurança em si mesmo e capacidade gestora. E isso é o que esse tipo de "chefe" não tem. Por isso precisa se impor, mostrar que sabe, esconder-se em "cima do salto", ou atrás da mesa, porque assim acha que não corre riscos ( às vezes isso é inconsciente, outras não! ), porque na verdade o que esse chefe tem mesmo de verdade, é medo de outros tomarem o lugar dele! Ou de enxergarem quem ele é na verdade: MESQUINHO(A) E PREPOTENTE.

Mais você deve estar se perguntando o que eu disse a minha colega naquele dia. Foi exatamente isso que eu disse:
- Amiga, tome o lugar dele! Com certeza você vai saber tratar melhor as pessoas. Ou mude de emprego! De uma coisa temos que ter certeza. Nesse mundo nada é para sempre, nem nós mesmas. E as experiências negativas que vivemos em nossa vida vai nos destruindo lentamente. Por isso vale a pena refletir e reagir.

E você? também tem um "chefe" assim?! Então grite!... Faça alguma coisa!

Agora se você é um Gestor e se identificou com este "chefe", acorde! Você ainda pode mudar! Procure ajuda!


2 comentários:

  1. Nem toda pessoa pode ter o poder...cargos importantes só se mantém com pessoas q sabem lidar com pessoas. Parece simples, mas não é.

    ResponderExcluir
  2. Prezada Mazé,
    Pensei que fosse de outro estado.
    É! Este seu artigo remete-nos a uma chaga denominada AUTORITARISMO, tão pernicioso para a sociedade, quanto uma outra pústula: a DESONESTIDADE.
    De todo modo, parabéns! Tá muito bom o PENSAMENTO VIRTUAL.
    Renã de Acre

    ResponderExcluir

Deixe aqui sua impressão sobre a postagem. Seja sincero(a), para que eu possa crescer como escritora e poeta. Agradeço de coração sua opinião. Volte sempre. Bjs.