quarta-feira, 8 de outubro de 2008

A INVEJA É UMA...!


Não tem coisa mais chata do que conviver com a inveja. A pessoa quando tem inveja da tua vida, te “seca” com os olhos, segue teus passos um a um. É quase um urubu, ficando `a espreita, esperando tu morrer ( força de expressão) pra ter um pouco de prazer!

Você não pode vacilar um centímetro! Que ele (a) estará lá. Mostrando o teu mísero erro! Doido (a) pra armar um barraco pra te derrubar!

Só ele (a), “o urubu”, não erra! Ele (a) faz tudo certo! Não faz ... Mas pensa que faz!

Minha mãe costuma dizer que “macaco que muito olha pro rabo dos outros, esquece do seu próprio rabo!”. Vejo muita sabedoria nesse ditado popular!...
Se o "macaco (a)" vive preocupado(a) demais com os problemas dos outros, é claro que não vê os próprios! Não vê, porque não tem tempo, ou melhor, tempo tem! Até demais. Porém, gasta avaliando e prestando atenção no que não é da conta!

E é ai que você tem que rezar, não lhe resta outra coisa meu amigo leitor (a)!
Porque o invejoso(a) quando cisma, ih... ih, sai de baixo! Dá conta de toda sua vida. Se brincar, até do que o seu cachorro come! Quando é no trabalho então é uma desgraça! Se a sua gaveta tem muito papel, você é bagunceiro! Se tem pouco papel é desorganizado!
Se você fala alto é gasguito! Se fala baixo não tem autoridade! Ou não tem auto-estima ou sei lá o quê! O que importa mesmo é que essa pessoa vai ter sempre o que falar de você ou da sua vida!

Então pra se livrar dessa praga, se você acredita em reza, então reze! Agora, se você não gosta de rezar, nem de fazer promessa pra São Francisco, São João ou São Pedro, só lhe resta uma quase saída: você pode mudar seu conceito a respeito dessa pessoa! Eu estou tentando fazer assim. Ainda não sei se vai dar certo! Pode ser que sim, pode ser que não!

Então vejamos: Começe então a pensar que essa pessoa lhe admira muito! Que inconscientemente ela deseja muito ser você, até gostaria de ter o seu carro, estar com seu marido (ou mulher) ou no seu cargo, mais se acha inferior e não tem coragem de tentar, coitado (a)!

É amigo(a) leitor(a), assim pelo menos a gente se consola um pouco e da próxima vez que o (a) invejoso (a) soltar as suas garras, você se controla e não pula no pescoço dele (a)!

E se depois disso, ele (a) ainda continuar a perturbar sua vida só lhe restará uma última alternativa torcer para que a casa dele (a) pegue fogo, seu companheiro (a) lhe bote um par de chifres, ou que ele (a) pegue uma estomatite bacteriana na língua, assim ele ou ela passará a cuidar de seus próprios problemas e esquecerá de você por um longo tempo! É... se alegre, mas não se iluda! Pois quando tudo passar ele (a) voltará ao antigo posto: O DE OLHEIRO DA SUA VIDA!

Se você leitor tiver uma idéia melhor, por favor divulgue aqui! Os invejados agradecem!

Um comentário:

  1. Estive passando por aqui e gostei do que vi e li.
    A inveja, o preconceito, a hipocrisia a falsidade... são sentimentos que o ser humano deveria abolir para sempre. Para tristeza maior, faz parte do comportamento de grande parte dos nossos semelhantes. Mas concordo com vc. A inveja, é mesmo uma merda.
    Parabens pela iniciativa do blog e já estou providenciando o envio do endereço para meus amigos e os contatos.

    ResponderExcluir

Deixe aqui sua impressão sobre a postagem. Seja sincero(a), para que eu possa crescer como escritora e poeta. Agradeço de coração sua opinião. Volte sempre. Bjs.