segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

Carnaval, festa do povo.



       É no carnaval que o povo esquece seus problemas e sonha que o mundo é feliz e perfeito.

       Afinal de contas tem que haver uma forma de esquecer que esse nosso mundo é de poucos. Tudo gira em torno de uma minoria que desfruta de segurança, fartura, luxo e mordomias. Aos pobres sobra trabalho (quando têem), miséria, doenças, cachaça e três dias de alegria no carnaval. Aos sonhadores resta a esperança de transformar a sociedade em um mundo mais justo e solidário. Eu particularmente acho isso um sonho impossível, uma utopia!


     A trama do capitalismo é perfeita! Nunca permitirá tal mudança. O cheiro do dinheiro é poderoso! E vai atraindo gregos e troianos! Então o povo vai se iludindo com as poucas alegrias da vida e uma delas é o carnaval!


    Salve a festa do povo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua impressão sobre a postagem. Seja sincero(a), para que eu possa crescer como escritora e poeta. Agradeço de coração sua opinião. Volte sempre. Bjs.