domingo, 25 de julho de 2010

"FAZENDEIROS" POR ALGUNS DIAS...

        Andei um pouco sem tempo para escrever. Estava ocupada com um novo e interessante projeto que estou assessorando. Porém, meus leitores de outros estados me cobraram um novo texto. Esse texto é pra você conhecer um pouco da cultura da nossa cidade,  que não é tão diferente do restante  do Brasil. Então aproveitando minhas andanças nesses dias, eis as novas idéias!
        É interessante perceber como a cultura vai se construindo  e desconstruindo na cabeça  das pessoas ao longo do tempo.
 
        Todos daqui sabem que no  nosso Acre, a Expoacre já  faz parte da cultura do povo. Isso se foi construindo na medida em que essa feira foi acontecendo ano a ano. Então,  a partir de um certo tempo a Exposição Agro-pecuária, evento promovido pela elite de Rio Branco,  passou a ser incorporada pelo povão. Você pode achar que falo bobagens! Mas posso argumentar!
        Tenho observado que muita gente da classe popular faz economia durante um certo tempo ou compra à prazo: roupas, botas, chapéus e outros acessórios da Moda Country para desfilar na feira, muitas vezes a um calor de quase 40 graus. Todos se sentem fazendeiros por alguns dias, o tempo de duração da Exposição. O comércio é aquecido durante essa época do ano. A Expoacre 2009, gerou uma renda aproximada  de 23 milhões de reais.
        Lá é exposto à venda, desde cavalos  à cachorro quente (lanche).
       Uns ganham muito dinheiro, outros gastam e se divertem, passeiam, ouvem música, dançam, e assim...  todos são felizes. Todos posam de  "fazendeiros" por alguns dias... A Feira tornou-se mais um antídoto, à tristeza do povo,  como o Carnaval, a Copa do mundo e muitos outros antídotos que o povo usa para não pensar sobre a sua situação. Povo criativo,  povo inteligente,  povo feliz!
        Digo inteligente,  porque acredito que quando a situação não tem jeito, resolvida está. Então o povão vai encontrando sua maneira de ser feliz!

        Como diz Zé Ramalho em sua música:

       Eh...  Vida de gado,  povo marcado,  povo feliz!

        E você leitor o que acha?! Se concorda ou não concorda pode deixar seu comentário!
        

Um comentário:

  1. É a velha política do pão e circo, enquanto os ricos lidam com números q a população nem imagina todo mundo poe a sua botinha, cata suas moedinhas e bebe todo o salário que suou pra conseguir.

    Ainda acho q poderiamos ser menos conformados, mas respirar é vital, nem q seja em festa Country.

    ResponderExcluir

Deixe aqui sua impressão sobre a postagem. Seja sincero(a), para que eu possa crescer como escritora e poeta. Agradeço de coração sua opinião. Volte sempre. Bjs.