sexta-feira, 13 de julho de 2012

A DOR DO POETA

 
Amigos blogueiros, facebookeiros ou simpatizantes,
      Estou participando do concurso de poemas no Blog OSTRA DA POESIA com o poema a Dor do Poeta, republicado abaixo. A dor foi real e desigual,  por isso consegui expressar nestes versos todo o meu sentimento tão verdadeiro e doloroso. Não digo que a dor passou totalmente, mas já formou uma cicatriz. Porém,  deixou uma linda marca que foi essa poesia. Uma das mais belas que já consegui escrever... Compartilho agora com você! O título é uma homenagem a todos os poetas que conseguem criar o belo com sua dor. Um dom único e intranferível que só ele o tem!

A DOR DO POETA...


Dor que  habita em mim
Igual dança frenética e louca
Um  redemoinho sem fim.

Vem a dor
Rasgando o peito num grito mudo
Balbucio de  palavra  rouca
Sufoca a voz... 
E o som do  silêncio
É só o que se ouve enfim
E nessa hora
Só o poema fala por mim. 
 


    
Se você gostou poderá votar entrando no link Ostra da Poesia (É só procurar o link  Destaque). Segunda feira já começa a votação na primeira hora do dia. Entre na portinha  de poesias e deixe lá seu comentário com sua intenção de voto (nome da poesia e autor) junto com  o link do seu blog (não esqueça) ou link do seu facebook para que a Blogueira Lindalva responsável pelo evento possa ir conferir. Do mais agradeço a escolha! E se você gostar de outra poesia que não a minha, fique à vontade, o mais importante é sua participação. Bjs e obrigada!



 




Bjokas no coração!

14 comentários:

  1. É isso ai Maze o importante é a festa a poesia... minha querida a votação começa segunda feira mas a abertura oficial do 7º Pena de Ouro dar-se-á no domingo e espero tua como uma das escrevinhadoras deste evento, o qual agradeço porque tua poesia realmente engradece a brincadeira do Ostra... beijos no coração e aproveita com muito sorriso o final de semana.

    ResponderExcluir
  2. Olá Maze! Já estive algumas vezes nesta sua página. Mas agora participando de um projeto comum de seguidores criado pelo amigo Dado creio que devemos nos visitar com mais freqüência. O poeta é um ser especial, sua alma e sua lira vai do doce ao amargo com a mesma intensidade, se expressa com a mesma desenvoltura falando do quente e do frio e sabe cantar também o morno.Subindo ao céu de mãos dadas com o amor, no purgatório duelando com a dúvida e a esperança. ou ainda descendo ao inferno abraçado com a dor, o poeta tem caminho livre por todas estas variantes.O poeta escreve o alegre, o estável e o triste.O poeta escreve o que sente e escreve também sobre o que sente seu semelhante. Brilhante e emotivo o seu pequeno grande poema, que ele obtenha o sucesso que merece no Ostra da Poesia. Tenha um lindo final de semana. Saudações Poéticas - Mario Neves.

    ResponderExcluir
  3. boa sorte minha linda lá no ostra, bjus

    ResponderExcluir
  4. Ieba que lindo poema amadinha ..votarei em vc ok kiida !!!Segunda que começa nê...vim pegar seu sêlinho que me ofereceu... já tenho ele no meu mundinho querida obrigada ..beijus feliz semaninha !!!

    ResponderExcluir
  5. Oi amiga Maze! Novamente aqui em seu espaço e hoje trago comigo meu regador prateado para regar a sementinha de amizade que deixei aqui a vicejar. Venho também para lhe desejar sucesso no 7º Pena de ouro do "Ostra da Poesia" da amiga Lindalva. Estive lendo os poemas e será uma parada difícil, pois é uma excelente safra de poesias onde a sua se destaca. Sucesso amiga! Tenha uma linda semana! Saudações Poéticas - Mario Neves.

    ResponderExcluir
  6. Amiga passando rapidinho para validar teu voto no pena de ouro.. ufaaaaaaaaaaa tantos votos a conferir kkkkk beijos

    ResponderExcluir
  7. Boa tarde minha querida

    Venho cumprimentar pelo seu belo poema .
    Desejo a maior sorte e sucesso . Beijo com carinho

    ResponderExcluir
  8. Boa noite querida, parabens pelo lindo poema no Pena de Ouro, infelismente temos que votar em um deles não é, porque todos estão lindos, bjs no coração e afagos na alma.
    Vanderlei

    ResponderExcluir
  9. Olá Amiga Maze! Aprendi o caminho e ficou tudo mais fácil, uma vez mais volto aqui, agora para agradecer a elegância de seu gesto. Fiquei lisonjeado pela dedicatória de uma de seus poemas a minha pessoa lá na estante de poetas do querido amigo Dado. Obrigado por mais este ato de atenção e consideração. Trouxe hoje meu regador prateado para regar a semente de amizade que neste seu recanto eu deixei a vicejar. Fique bem...Fique com Deus e seus anjos...Linda quarta-feira. Saudações Poéticas - Mario Neves

    ResponderExcluir
  10. .


    Hoje, só hoje, eu não sussur-
    ro mentiras, mas grito verdade
    no ouvido surdo do meu blog.

    Palhaço Poeta







    .

    ResponderExcluir
  11. Olá Mazé. Passei para dizer olá e me deparei com essa beleza de poema. Isso é coisa de alma sensível, capaz de transformar simples palavras em verdade pura. Um abraço!

    ResponderExcluir
  12. Bom dia amiga, antes de tudo venho te agradecer por ter me dado a honra de exibir um dos teus escritos poéticos no Ostra, tem um mimo no Pérolas a te esperar e falando em Pérola lá está a acontecer a apresentação dos finalistas do 7º Pena de Ouro e amanhã começa nova votação, no que conto com tua participação. Beijos perfumados no coração. Aproveita a semana com sabedoria.

    ResponderExcluir
  13. Bom dia Maze!Parabéns lindíssimo poema,lindo trabalho.
    Aproveitando para agradecer a sua visita e suas lindas palavras,obrigada pelo carinho beijos.

    ResponderExcluir
  14. Oi Maze, entrei para conhecer o teu blog , amei e ja estou seguindo, convido você a conhecer o meu se gostar participe, Sou iniciantem mas ja participo dos professores formadores. Abraços. Adriana Duarte.

    ResponderExcluir

Deixe aqui sua impressão sobre a postagem. Seja sincero(a), para que eu possa crescer como escritora e poeta. Agradeço de coração sua opinião. Volte sempre. Bjs.