sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Quando eu morrer!

         Quando eu morrer...
         Podem sorrir... Por quê?
         Fui feliz...

         Fiz  amigos
         Criei filhos...
         Pensei  muito neles.
         Tanto,  que muitas vezes esqueci de mim!

         Quando eu morrer...
          E quiserem saber o que amei
          Além da  família, óbvio.

          Amei as crianças e entre elas, os bebês.
          Amei as flores e além delas,  os jardins...
          Amei a chuva e também o vento...


           Amei a música e além dela,  o cantor.

Amei a noite, a lua, as estrelas... Deus.
     
       
         Quando eu morrer...
         Perdoem meus inimigos,
         Se tive algum...
                                          Eles não me conheceram.


         Amei o poema, a poesia e além dela, o poeta.
         Amei o ontem, me apaixonei pelo hoje...
         Aguardei ansiosamente o amanhã.

                    Se sofri?...
Claro!
Quem  não sofre?!

Sofri,  chorei...  e choro ainda...
Muitas vezes tive raiva, algumas vezes odiei.
Mas o que mais importará  mesmo...
Quando eu morrer ...
É  que vivi.


            E com certeza
            Vivi e fui  muito feliz.
            E agora?
           Vivam...  o que não mais poderei viver...
           Além da vida, ainda assim,  amarei!
           Mesmo dormindo abraçada,  a um longo sono eterno.

                                                     Bjokas no coração!

6 comentários:

  1. Quando eu morrer, quero Rokin Roll e somente meus amigos ao meu lado nesse momento...bjin

    ResponderExcluir
  2. Poxa..que bacana seu poema..
    Somos o bem que deixamos.. não o que levamos..

    Um beijo..

    ResponderExcluir
  3. Bom dia amiga linda, seu castelinho sempre encantado cheio de textos lindos.Parabéns por mais esse que nos lembra o quanto somos felizes e as vezes nem nos damos conta disso.Vc tb está nos meus favoritos.Tenha um lindo sábado!Super beijo.

    ResponderExcluir
  4. Quando o sono eterno nos embalar, tudo o que de nós fica, são as memórias que plantámos nos corações daqueles que amámos...

    Abraço

    Runa

    ResponderExcluir
  5. Aqui no sul é feriadão e resolvi visitar meus amigos do coração. Vejo que é pedagoga. Minha esposa tbm é e como temos uma escola ela quer que eu tbm faça. kkkk tadinho de mim. meu portugues é pessimo, e prefiro o que refere a matematica e a informatica. Convido voce a conhecer o site de nossa escola www.am.senna.zip.net Gostaria de usar este poema que vc postou junto ao meu acervo que estou montando em meu site. Neste acervo pretendo unir mais de 1000 poemas. Desde ja agradeço a sua visita e desejo a voce uma otima semana. Um abraço Dado

    ResponderExcluir
  6. Mãe, seu poema é lindo, porém é um assunto que não gosto muito de pensar. Escreva um sobre a alegria de viver e com toda a certeza, apreciarei com todas as honras a que merece uma poeta nata tão talentosa! beijos Tássia

    ResponderExcluir

Deixe aqui sua impressão sobre a postagem. Seja sincero(a), para que eu possa crescer como escritora e poeta. Agradeço de coração sua opinião. Volte sempre. Bjs.